Entra Na página do Yoga de Leiria

domingo, 1 de julho de 2018

Faísca de vida


Do imaterial espírito, 
manifestado em todas as fibras do meu corpo,
Move-se a mão que conduz o lápis, 
num bailado 
sobre a tela branca 
da minha alma
Onde ficam impressos os sinais da história 
Da alma do mundo.
Se a memória 
É a historia 
de quem tem a glória de viver,
Que será dessa dança...
No ímpeto da alma mansa?
Será...
O desejo ardente,
Parecido à febre do firmamento
Na nossa alma doente?