quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

11 de Novembro


Mundo de pedra e de rocha,
Na agonia de quem se sente preso,
Da minha vontade te quebrei.
Sangra agora coração meu
Rasgado pelas tuas vivas arrestas
Sofrendo na triste alegria de viver 

A contrariedade

A contrariedade faz da emoção uma rocha na praia lisa do bem-estar. Chocam nela as ondas da vida criando redemoinhos de confusões e crate...