Entra Na página do Yoga de Leiria

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Reflecção

Quando a reflecção usa os olhos como espelho, dá me a impressão que é a luz que espreita o pensamento. 

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Lápis

O lápis que tinha na mão caiu ao chão. Quem sabe o que acontece entre as linhas da criação. Dizer mais sobre o acontecimento, é cair no poço do não entendimento. 

sábado, 1 de novembro de 2014

Altos e baixos

A vida tem os seus altos e baixos. Precisa da alavanca do entendimento para erguer-se; mas quando está no alto necessita do desprendimento para se deixar ir avante, além da ilusão.

domingo, 28 de setembro de 2014

Tempo e vento

O tempo é como o vento. Era brisa que se detinha quando eu era criança, hoje é ventania que desfolha os sonhos da árvore da minha vida. 

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Imaterial

O poeta é um solitário que faz do papel o seu confidencial amigo. A página fala-lhe de liberdade e o poeta responde pela relatividade da gráfica que deixa nele. Fica na matéria o imaterial sentimento gravado para sempre. 

domingo, 1 de junho de 2014

segunda-feira, 31 de março de 2014

Ver

Só vejo realmente quando o espaço que contemplo ocupa o lugar do pensamento. 

sábado, 1 de março de 2014

Absurdez

 A absurdez da sociedade humana só me trás inquietação quando o meu coração não está em paz.