quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

criar ?

Para quê criar se tudo o que nasce só tem como sorte a morte pró levar. Mas a força de uma outra vontade arranca como uma planta o pranto do meu ventre expondo a infeliz raiz ao sol do firmamento, sem flor, sem fruto nem semente. 

A contrariedade

A contrariedade faz da emoção uma rocha na praia lisa do bem-estar. Chocam nela as ondas da vida criando redemoinhos de confusões e crate...