Entra Na página do Yoga de Leiria

domingo, 1 de janeiro de 2017

Quem Paga?

Sentado num banco de um centro comercial, vejo o mundo em movimento rodar à volta da minha paz. Que força move a gente? “É vontade” – diz o filósofo. Mas eu vejo o desejo a manipular os fios da razão. O pensamento único surge de um desejo sem fundo – mar da consciência. Antes de ser pensada a vontade é emoção infiltrada no corpo por nervos e filamentos. Instinto colectivo modelado por quem manda no mundo. O homem, quanto mais quer, mais dá a quem quer. Tira-se do irmão que paga com o suor e tira-se da terra que a todos dá amor. Quanta miséria no ser cego pelo luxo.
Ruídos, vozes, música e luz, tudo ferve dentro do caldeirão da mesma confusão. A arte de saber mostrar não choca com o fato de ter que enganar. Tudo gira à volta da aparência e da substância, para quem a analisa, nela só vê ignorância. Como na caverna de Ali Baba, o brilho do ouro roubado suja a alma lavada. Quem Paga?